Blog

HomeBlogProdutividade no Brasil é baixa

Produtividade no Brasil é baixa

Pesquisa aponta que brasileiro leva 06 dias para fazer um trabalho que pode ser feito em apenas um.

2014.05.04 - CORREIO PB - PRODUTIVIDADE - site

Matéria do Jornal Correio da Paraíba, de 04/05/2014

 

Transcrição da matéria:

Em uma semana em que tivemos acesso a uma série de reportagens sobre como a produtividade pode ajudar o Brasil no mercado global, um estudo da Conference Board comprova que o brasileiro trabalha muito mais horas, mas produz menos do que o americano, francês e alemão, por exemplo. A pesquisa apontou que um trabalhador brasileiro chega a levar quase seis dias para fazer um trabalho que pode ser feito em apenas um por um trabalhador americano. Vários aspectos foram levados em consideração, dentre eles a capacidade, a competência, além de fatorem como menor burocracia e mais efetividade empregada pelo trabalhador. Outro fator que compromete a produtividade com o trabalhador brasileiro é a ineficiente estrutura de transporte que temos por aqui, além da baixa acessibilidade que encontramos em nossas principais cidades.

Para o diretor da PJI Consulting, Paulo Junior, para produzir mais e melhor, é preciso chegar ao trabalho com tranquilidade, mas bem sabemos que nos grandes centros do nosso país, e até mesmo nos médios e pequenos municípios, as pessoas levam horas para se deslocarem de casa para o trabalho. “Isso faz com que qualquer um chegue ao trabalho já em condições prejudicadas em relação a um trabalhador de Nova York, por exemplo, que conta com uma malha metroviária em toda a cidade, facilitando a chegada ao trabalho”, afirmou.

De acordo com o executivo, além do transporte, que é de responsabilidade dos governos, o trabalhador também deve assumir a sua responsabilidade, pois, quem detém mais conhecimento e e investe em sua educação continuada é, sem dúvida, mais produtivo. “Muitas empresas no Brasil já passaram a fazer a sua parte no quesito educação, tentando trazer um conhecimento que já deveria vir com o profissional”, reforçou.

 

Treinamento!

Enquanto no Brasil uma multinacional da área de informática leva cerca de 120 horas para treinar um novo contratado, a mesma empresa em sua filial americana leva apenas 30 horas neste mesmo processo, ou seja, ganha além de produtividade, competitividade significativa.

Segundo o executivo chefe da Conference Board, Bart Van Ark, um país só consegue crescer quando seus trabalhadores conseguem ser produtivos e neste aspecto, o Brasil decepciona porque nos últimos 20 anos o nosso índice de produtividade, além de ter aumentado muito pouco, ficou sempre abaixo das economias avançadas e emergentes, comentou o professor de economia da Universidade de Columbia, José Scheinkman.

É fato que o ambiente de negócios no Brasil precisa melhorar para sermos mais produtivos e competitivos, mas nem por isso, temos que deixar de, individualmente e enquanto líderes e gestores, de fazer a nossa parte. O aumento da produtividade de todo negócio será proporcional ao tratamento que dispensamos as nossas equipes, respeitando as pessoas, atribuindo-lhes responsabilidades, autoridade, desafios compatíveis, treinamento adequado, possibilitando acesso à informação no sentido em que saibam como estão trabalhando e onde precisam melhorar.

Algumas dicas para, pelo menos, tentarmos avançar um pouco mais neste assunto:

  1. Defina responsabilidades
  2. Delegue autoridade
  3. Desafie a equipe
  4. Treine sempre
  5. Dê conhecimento e Informação
  6. Dê feedback aos seus colaboradores
  7. Reconheça o esforço das pessoas
  8. Incentive a auto-confiança
  9. Melhore sempre
  10. Respeite sua equipe