Blog

HomeBlogParaíba deve receber comitiva de empresários chineses em 2016

Paraíba deve receber comitiva de empresários chineses em 2016

O Secretário de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico da Paraíba, Laplace Guedes, juntamente com nosso diretor, Paulo Junior reuniram-se com a Consul-Geral da China, Li Feiyue e o Vice-cônsul geral, Zhang Xiangyan para programar a vinda de empresários chineses à Paraíba em 2016.

O Secretário de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico da Paraíba, Laplace Guedes, juntamente com nosso diretor, Paulo Junior reuniram-se com a Consul-Geral da China, Li Feiyue e o Vice-cônsul geral, Zhang Xiangyan para programar a vinda de empresários chineses à Paraíba em 2016.

A Paraíba está se preparando para receber uma missão de empresários chineses que deve desembarcar no Estado possivelmente no segundo trimestre do próximo ano. Os primeiros contatos já começaram durante uma reunião do secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Paraíba, Laplace Guedes, com a consul-geral da China, Li Feiyue e o vice-cônsul geral, Zhang Xiangyan, com a participação do empresário Paulo Junior, da PJI Consulting, durante o Festival do Turismo de João Pessoa.

De acordo com Paulo Junior, responsável por coordenar uma comitiva de empresários paraibanos que visitaram a Feira de Canton, na China, este ano, a idéia da visita dos chineses à Paraíba teria um caráter comercial, oportunidade em que será apresentado todas as potencialidades do Estado para possíveis investimentos com capital chinês. O executivo revelou que há um grande interesse das duas partes para a concretização de novas parcerias.

“Vamos mostrar potenciais para indústrias chinesas se instalarem aqui, como energia renovável, logística (Portos e Ferrovias), além do Turismo, que, segundo Ruth Avelino (presidente da PBTur – Empresa Paraibana de Turismo), uma grande operadora chinesa estaria sendo convidada para integrar essa comitiva”, disse Paulo Junior.

O executivo da PJI Consulting disse que à Paraíba, interessa o estreitamento dos laços comerciais que ajudem no desenvolvimento econômico e social, gerando novas oportunidades de melhorias, emprego, renda, além da expectativa transultural que os laços de amizade entre as duas Nações gerará.

Fábio Cardoso

Fonte: Turismo em foco