Blog

HomeBlogA importância do controle de custos na determinação do preço de venda
calc

A importância do controle de custos na determinação do preço de venda

Temos verificado, no decorrer de nosso trabalho de consultoria, inúmeras empresas que estabelecem preços de venda, ignorando tranquilamente como seus custos se comportam, ou porque não sabem ou porque não dão a devida importância aos números de suas empresas, números estes que na maioria das vezes, sequer são apurados .

Chegam a preços de venda através das mais variadas “metodologias” :

  • Com base no que o concorrente esta praticando;
  • Com base em “sentimentos”;
  • Com base nas expectativas de mercado;
  • Com base no preço de compra;
  • Quando há variações no mercado, quando aparecem concorrentes queimando preços,
  • Quando há variações cambiais (se seu produto é importado), e começam a perder mercado não sabem o que fazer.

0010074144S-849x565Temos vários exemplos disto, o mais emblemático é o das Lojas Riachuelo que, quando da abertura do governo Collor às importações, teve que fazer, em seu braço industrial, um monumental esforço de redução para competir com os produtos chineses.

Controlar custos significa tornar-se competitivo e estar apto a disputar no mercado e enfrentar concorrentes de cabeça erguida e de forma profissional, mas isto está intrinsecamente ligado ao fato de se ter uma equipe qualificada, treinada e preparada para dar condições à empresa de reagir de forma rápida às flutuações do mercado.

Desta forma, o conhecimento de todos os custos, de logística, de marketing, de atendimento ao cliente, além dos custos de produção, são essenciais num mercado em que há uma influência muito grande  da tecnologia no ciclo de vida dos produtos , fazendo com que  haja necessidade de se manter estruturas de custos ágeis .

O controle dos custos também proporciona aos gestores a oportunidade de, através da análise dos números, corrigir o rumo dos negócios em tempo hábil.

O professor George Guerra Leone, em sua obra “Os 12 Mandamentos da Gestão de Custos” , coloca de uma forma muito didática, como 12º Mandamento, o “Custo Brasil” listando alguns aspectos, entre os quais os empresários e gestores devem estar atentos:

  • Custos  da segurança industrial
  • Custos da segurança particular
  • Custos das estradas esburacadas
  • Custos da burocracia privada
  • Custos da burocracia estatal
  • Custos da carga tributária e de outros encargos obrigatórios
  • Custos dos feriados
  • Custos do” fantasma da inflação “
  • Custos da corrupção

O controle de custos gera, acima de tudo oportunidades, principalmente em tempos difíceis como o que estamos atravessando.


foto Eduardo Vaz

 

Eduardo Vaz – É consultor sênior da PJI Consulting, professor universitário, contador, atuante como controller em importantes multinacionais no Brasil.